terça-feira, 10 de julho de 2018

Verdades sobre as línguas estranhas


Vou falar aqui sobre algumas verdade acercado das línguas estranhas,existe alguma confusão acerca dito e eu já vi alguns ensinando de forma errada sobre o assunto, então por isso decidi fazer este vídeo. Os que são contra as línguas estranhas, dizem que eram apenas idiomas falados no dia de Pentecostes. Eles leem apenas as passagens que interessam e não as demais passagens que complementam assunto. vou dar pelo menos cinco respostas sobre o assunto onde se concentram a  maior parte das dúvidas sobre o assunto e as partes menos compreendidas e mais distorcidas.

1- SÓ TEM O ESPÍRITO SANTO  QUEM FALA LÍNGUA ESTRANHA?

Não é verdade,quem pensa assim está equivocado. A pessoa recebe o espírito santo no momento da sua conversão, o falar em línguas é uma experiência à parte. Vamos  ver um exemplo em Samaria (Atos 8). eles creram e se converteram pela pregação de Felipe e se batizaram nas águas (verso 12) no verso 14 os apóstolos em Jerusalém ficaram sabendo que Samaria recebeu a palavra e foram lá, Pedro João oraram para que eles receberam o espírito santo, Por que só tinham sido batizados no batismo nas águas,então os apóstolos impuseram as mãos e receberam o Espírito Santo,no (verso 16) diz que o Espírito Santo ainda não tinha descido sobre nenhum deles, foi a mesma experiência que ocorreu no dia de pentecostes,o Espírito Santo desceu sobre eles.Vamos ler (Atos 8.14-17) "Os apóstolos, pois, que estavam em Jerusalém, ouvindo que Samaria recebera a palavra de Deus, enviaram para lá Pedro e João.Os quais, tendo descido, oraram por eles para que recebessem o Espírito Santo(Porque sobre nenhum deles tinha ainda descido; mas somente eram batizados em nome do Senhor Jesus).Então lhes impuseram as mãos, e receberam o Espírito Santo".
 Agora (Atos 19) em Eféso, eles ainda não tinham recebido o espírito santo embora já eram convertidos, no verso 6 Paulo pôs as mãos sobre eles e falaram em línguas e profetizavam e eles já eram convertidos. Vamos ler: "E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e falavam línguas, e profetizavam".

2- LÍNGUA ESTRANHA É IDIOMA?

No dia de Pentecostes houve a necessidade de falar em idiomas para que os estrangeiros entendessem a mensagem, mas esse acontecimento não foi mais citado após isso, a língua estranha pode ser uma língua humanamente falada, como foi no dia de Pentecostes, ou uma língua desconhecida que Só Deus conhece (1 Coríntios 14. 2) "Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios". Idioma não é uma língua que só Deus conhece? O idioma no dia de Pentecostes não é a mesma língua de (1 Coríntios 14. 2) porque lá entenderam a língua que estava sendo falada,e esta língua de (1 Coríntios 14. 2) ninguém entende,somente Deus,então não é uma língua humanamente falada.

Alguns defendem que língua estranha era apenas idioma que foi falado no dia de Pentecostes, mas esta ideia cai por terra quando lemos algumas passagens,vamos começar por  (Atos 10) na casa de Cornélio (versos 44.46) "E, dizendo Pedro ainda estas palavras, caiu o Espírito Santo sobre todos os que ouviam a palavra. (E os fiéis que eram da circuncisão, todos quantos tinham vindo com Pedro, maravilharam-se de que o dom do Espírito Santo se derramasse também sobre os gentios. Porque os ouviam falar línguas, e magnificar a Deus". Note que quem estava pregando ali era Pedro, e todos entendiam o que ele falava, o falar em línguas ali foi a evidência do batismo no Espírito Santo. Se alegar que língua estranha foi apenas no dia de pentecostes porque foi necessário falar idiomas por causa dos estrangeiros, e na casa de Cornélio falaram idioma para que se não tinham estrangeiros?

Também em Éfeso no livro de (Atos 19) e eles receberam o batismo e falava em línguas verso 6 "E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e falavam línguas, e profetizavam". (Atos 19:6), novamente não tinham estrangeiros ali para que fosse necessário falar idiomas .Agora (1 Coríntios 14. 2) "Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios".  Esta língua não é a mesma do dia de pentecostes porque esta ninguém entende,e lá naquele dia todos entenderam, e diz que somente Deus, idioma não é algo que somente Deus entende.A língua estranha edifica a si próprio (V 4)  "O que fala em língua desconhecida edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja". Ninguém vai edificar a si próprio falando inglês, o idioma no dia de Pentecostes não edificou a si próprio mas a todos.

3- TODA LÍNGUA ESTRANHA VEM DE DEUS?

Toda língua estranha não vem de Deus.O Espírtio Santo é dado apenas aos que se arrependem dos seus pecados e se submetem a palavra de Deus, ou seja,convertidos seguindo a linha do dia de pentecostes. Vamos ler ( Atos 2. 38) "E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo". O requisito número um para o recebimento é o arrependimento dos pecados. Agora (Atos 5.32) "E nós somos testemunhas acerca destas palavras, nós e também o Espírito Santo, que Deus deu àqueles que lhe obedecem". Veja que o apóstolo disse que o Espírito Santo é dado aqueles que lhe obedecem.

Não existe nenhum argumento bíblico válido para alegar que uma pessoa em pecado ou um crente desobediente que não se submete a palavra receba o Espírito Santo. Uma pessoa que não obedece a palavra não tem o Espírito Santo, a pessoa que tem o Espírito Santo é identificada pelos seus frutos e não por línguas estranhas ou manifestações espirituais, é identificada pelo seu testemunho. Se língua estranha fosse a forma de identificar quem tem o Espírito Santo, então Paulo teria mandado falar em voz alta para todos ouvirem,mas pelo contrário,Paulo disse que só pode falar em voz alta se houver interprete (1 Coríntios 14.27-28). Quem não tem comunhão com Deus e fala língua estranha, a sua língua estranha poderá ter outras origens,poderá ser da carne e até mesmo de espíritos imitadores. Paulo mandou provar os espíritos (1 João 4.1). Provar para ver se está em conformidade com a bíblia. Não somos obrigados a crermos em tudo que vemos.

4- QUANDO E ONDE FALAR EM LÍNGUAS?

Não tem lugar específico, pode ser quando está orando em casa ou na igreja, na igreja deve ser conforme  (1 Coríntios 14. 27-28) "E, se alguém falar em língua desconhecida, faça-se isso por dois, ou quando muito três, e por sua vez, e haja intérprete.Mas, se não houver intérprete, esteja calado na igreja, e fale consigo mesmo, e com Deus" Na igreja só deve ser falado em voz alta se houver intérprete porque a língua estranha edifica apenas a vida espiritual de quem está falando, embora  creio que a maioria não façam isso, pelo menos eu nunca vi uma igreja que faça assim.

5-  A LÍNGUA ESTRANHA É A LÍNGUA DOS ANJOS?

Alguns confundem (1 Coríntios 13.1) pensando que se refere a línguas estranhas, tem que ver todo o contexto para ver que não se refere a isso,vamos ler: "Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine". O contexto fala do amor,ainda que falasse a língua dos anjos e não tivesse amor não aduantaria nada. Este texto não faz nenhuma referência a línguas estranhas. Paulo disse que a língua estranha Só Deus conhece, então se língua estranha fosse as línguas dos anjos ficaria estranho mesmo, os anjos não conheceriam sua própria língua? estaria em desarmonia com (1 Coríntios 14.2) onde diz que só Deus conhece,neste caso estaria escrito que é uma língua que só Deus e os anjos conhecem.

Pesquisar este blog