segunda-feira, 13 de julho de 2015

Criança tem pecado?





Crianças pecam? Elas podem ir para o inferno? Que idade começam a pecar? A resposta é que criança é inocente e não tem pecado, vamos ver o que diz a bíblia (Deuteronômio 1.39) "E vossos meninos, de que dissestes: Por presa serão; e vossos filhos, que hoje nem bem nem mal sabem..." Nessa primeira análise podemos ver que as crianças não sabem nem bem nem mal. Vamos continuar (Mateus 18.2-3) "E Jesus chamando uma criança, a pôs no meio deles e disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como crianças, de modo algum entrareis no Reino dos céus".

Nessa passagem Jesus compara a pureza de uma criança como exemplo para sermos salvos. A conversão consiste no abandono total de toda forma de impiedade e entrega a Deus, seguida de boas obras e justiça, que produzam frutos dignos de arrependido. Ela é uma necessidade, porque o homem natural segue um caminho de vida que o leva para longe de Deus.

Jesus a seguir prova mais uma vez a inocência das crianças (Mateus 19.14) Jesus, porém, disse: “Deixai os pequeninos e não estorveis de vir a mim, porque dos tais é o reino dos céus”. Jesus usou algumas vezes a pureza e a inocência das crianças como exemplo de salvação.

 Os antigos diziam que as crianças são inocentes até aos sete anos de idade, mas a realidade não é essa. Não existe uma idade exata que uma criança começa a pecar, isso vai depender da sua maturidade, existem adolescentes de 13 anos com mentalidade de umas crianças de 7 anos, isso vai depender do seu desenvolvimento. Uma pessoa só começa a pecar quando tiver consciência do erro, maturidade suficiente para poder diferenciar o certo do errado, vamos ver o que Paulo disse (Romanos 7.9) "E eu, nalgum tempo, vivia sem lei, mas, vindo o mandamento, reviveu o pecado, e eu morri).

 A declaração de Paulo, "eu...vivia", e "o pecado...me matou", apoiam a crença geral que a criança é inocente até deliberadamente pecar contra a lei de Deus. O ensino que diz que as crianças entram no mundo afetadas pela culpa do pecado e dignas de condenação eterna não se acham na bíblia.

Usar o texto de (Romanos 5.12) "que por um homem entrou o pecado no mundo e por isso todos pecaram" não pode ser aplicado a crianças, porque isso se refere a natureza do pecado que todos herdaram de Adão, a pessoa nasce com a semente do pecado que vai germinar quando alcança certa maturidade. Também o texto de (Salmos 51.5) onde David disse "Em iniquidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe" Isso também não pode ser aplicado, isso também se refere a semente do pecado citado a cima ou a natureza do pecado herdada de Adão.

 Davi reconhece que desde sua infância possui uma propensão natural para o pecado. Ele reconhece que sua própria natureza é pecaminosa. Toda a pessoa, desde o seu nascimento tem uma propensão egoísta para satisfazer seus próprios desejos, mesmo que isso prejudique e cause sofrimento ao próximo. Tal inclinação só pode ser desfeita de nossa vida através da redenção em Cristo e habitação do Espírito Santo em nós.

Um comentário:

  1. Quanta baboseira. Que bíblia é essa que você tá lendo. Quer dizer que na glória eterna vão ter pessoas que não foram salvas por Cristo mas pela sua própria inocência? Não seguiram pelo único Caminho, não lavaram suas vestes no sangue do Cordeiro? Foram salvas pela Lei pois o pecado é a quebra da lei e como não tem pecado não quebraram a lei. Mas o apóstolo insiste que pela lei nenhuma carne será salva, e Jesus que ninguém vai ao Pai senão por ele. Prestem atenção nas consequências desastrosas desse ensino. Jesus não usou o exemplo das crianças porque são puras e não pecadoras pois estaria ensinando uma salvação por obras, as crianças são exemplo porque confiam totalmente no amor do pai e não duvidam. Ouçam a Jesus: "ninguém vem ao Pai senão por mim"

    ResponderExcluir

Pesquisar este blog