domingo, 6 de agosto de 2017

10 respostas sobre o casamento


O SIGNIFICA UMA SÓ CARNE?

Uma só carne significa tanto a relação íntima quanto ao matrimônio.

(Gênesis 2.24) Portanto,deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á a sua mulher,e serão ambos uma carne.

Baseando nessa passagem,podemos ver que não é apenas a relação íntima,mas vai muito mais além.O casamento é a primeira e a mais importante instituição humana na terra.

Antes do casamento eram duas pessoas,agora passa a ser apenas uma.
Uma só carne também significa que passarão a ter todas as responsabilidades conjugais.

Uma só carne que só pode ser separado pela morte de um dos cônjuges.

 (Romanos 7.1-3)
1 Não sabeis vós, irmãos (pois que falo aos que sabem a lei), que a lei tem domínio sobre o homem por todo o tempo que vive?
2 Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido.
3 De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido.

Uma só carne também significa que o casal deverá estar ligado aos cuidados um pelo outro,tanto do  lado emocional,espiritual,financeiro.etc...

Seus corpos não pertencerão mais a si próprio,mas ao outro.
 (1 Coríntios 7.3-5)
3 O marido pague à mulher a devida benevolência, e da mesma sorte a mulher ao marido.
4 A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no o marido; e também da mesma maneira o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no a mulher.
5 Não vos priveis um ao outro, senão por consentimento mútuo por algum tempo, para vos aplicardes ao jejum e à oração; e depois ajuntai-vos outra vez, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência.

Uma só carne também se refere a relação íntima,tanto de pessoas casadas como entre pessoas não casadas sendo algo reprovado por Deus. 

A relação íntima com outra pessoa que não seja seu cônjuge,faz da pessoa uma só carne com ela,profana o seu corpo que é o templo do Espírito Santo,separando a pessoa de Deus e ficando sujeita ao juízo divino caso não se arrependa e deixe.

(1 Coríntios 6.15-16)
15 Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei, pois, os membros de Cristo, e os farei membros de uma meretriz? Não, por certo.
16 Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse, dois numa só carne.
17 Mas o que se ajunta com o Senhor é um mesmo espírito.
18 Fugi da fornicação. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que fornica peca contra o seu próprio corpo.
VIVER COM ALGUÉM É FORNICAÇÃO?

Examinando a bíblia podemos afirmar que sim,fornicação é a relação íntima entre pessoas não casadas,uma pessoa casada que tem relação com outra que não seja seu cônjuge é adultério.Veja o exemplo abaixo:
 Geralmente se ouve que há entre vós fornicação, e fornicação tal, que nem ainda entre os gentios se nomeia, como é haver quem possua a mulher de seu pai.(1 Coríntios5.1).
Essa passagem fala de um rapaz que estava tendo um caso com a sua madrasta.

A única relação aprovada por Deus é o casamento (Hebreus 13.4 Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; porém, aos que se dão à prostituição, e aos adúlteros, Deus os julgará.

Analisando o texto acima concluímos que o matrimônio é o casamento,leito sem mácula é sem a mancha do pecado,pr0stituição não se refere apenas a uma mulher que tem relações a troco de dinheiro,mas no original grego significa pornéia,que se refere a todo tipo de imoralidade referente a esse assunto.

Alguém pode alegar que fornicação é somente a relação entre namorados ou ficantes,um casal que resolveu viver junto em uma relação estável já vale como matrimônio.

Mas a verdade não é essa,o matrimônio deve ser oficializado em um cartório,da mesma forma que o divórcio também é oficializado em um cartório.,desde os tempos bíblicos sempre houve algum meio de oficializar o casamento,da mesma forma que era oficializado o divórcio por meio de uma carta (Mateus 19.7) em Deuteronômio 24 explica que era feito um documento para deixar a mulher livre das obrigações com seu ex marido em caso de divórcio.

Então com certeza também havia alguma forma de oficializar o casamento,aqui no Brasil é no cartório.
Quando Rebeca se casou com Isaque os familiares se reuniram e pediram para que ela confirmasse,então eles a abençoaram (Gênesis 24.58-59) Jesus foi a uma festa de casamento (João 2).
O casal que vive junto e toma a decisão de servir a Deus devem ir ao cartório oficializar o casamento.

A fornicação engloba todo tipo de relação entre pessoas não casadas,seja com pr0stitutas,amantes,ficantes,namorado.etc...uma pessoa casada que tem relação com outra que não seja seu cônjuge é adultério,se a outra não for casada,uma está cometendo adultério e a outra está fornicando.

O pecado de imoralidade nesse sentido é o pior que existe pois profana o corpo que é o templo do Espírito Santo. 

(1 Coríntios 6.18-20) Fugi da fornicação. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que fornica peca contra o seu próprio corpo.
19 Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?
20 Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.
O CRISTÃO PODE NAMORAR UM DESCRENTE?

A resposta correta é não! (II Coríntios 6:14) está escrito: “Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?” 

Esta passagem não menciona especificamente acerca do casamento,mas certamente tem implicações para o casamento.O texto continua dizendo: “E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel? E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo. Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; E não toqueis nada imundo, E eu vos receberei” (II Coríntios 6:15-17).

Diante de Deus,há apenas duas categorias de pessoas:as que estão em Cristo e as que não estão.O crente não deve ter comunhão ou amizade íntima com os incrédulos,porque tais relacionamentos corrompem sua comunhão com Cristo.Neste contexto estão namoro e casamento com incrédulos.A associação entre o crente e o incrédulo deve ser o mínimo necessário a convivência social,ou com intuito de mostrar ao incrédulo o caminho da salvação. 

A palavra continua dizendo: “Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes” (I Coríntios 15:33).  


Ter qualquer tipo de relacionamento íntimo com um descrente pode rapidamente se tornar algo que destrua a nossa comunhão com Cristo. Somos chamados a evangelizar os perdidos, não a sermos íntimos com eles. Não há nada errado em fazermos boas amizades com os incrédulos, mas isto é o máximo que se pode ser feito. Se você tiver namorando um incrédulo, como vocês dois poderão cultivar intimidade espiritual dentro do casamento? Como um casamento de qualidade poderá ser edificado se vocês não concordarem acerca das coisas de Deus? 

A MULHER DEVE SER SUBMISSA AO MARIDO?

Alguns homens podem usar algumas passagens bíblicas para alegar que a mulher não deve ajudar nas decisões do casal dentro do lar.

  Deus ama igualmente os homens e as mulheres, Deus não fez a mulher inferior ao homem, existe igualdade espiritual entre homem e mulher como herdeiros da salvação e a graça de Cristo, mas essa igualdade envolve ordem e subordinação no tocante a autoridade.

 Para entender melhor vamos Ler (1 Coríntios 11.3) ...Cristo é a cabeça de todo o varão,e o varão,a cabeça da mulher,e Deus,a cabeça de Cristo.

  Explicando o texto citado acima,assim como Deus é o cabeça em relação a Cristo, se referindo a ordem divina. Cristo é o cabeça em relação ao homem, e o homem é o cabeça e em relação a mulher,se referindo a autoridade.

Aqui envolve autoridade, a mulher é semelhante ao homem perante Deus, mais foi ao homem que Deus entregou a responsabilidade do lar.

Algumas mulheres de nossos dias podem não concordar com isso,mas vejamos um exemplo:Perante a sociedade,o homem é o responsável pelo sustento da família,se a casa estiver com problemas financeiro,o responsável é o marido,ninguém vai atribui essa responsabilidade ou a culpa na mulher,a esposa até pode trabalhar,mas a responsabilidade aos olhos da sociedade é sempre atribuída ao homem,pois ele é o chamado chefe de família.   

 Mas essa submissão não significa rebaixamento da mulher, vejamos (Gênesis 2.18)...Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele.

Adjutora significa auxiliar, a mulher foi feita para ser sua companheira participando e auxiliando na responsabilidade da família

 O marido tem o dever de ouvi-la,em  (Efésios 5.21) diz: sujeitando-vos uns aos outros no temor de Deus.

 Aqui Deixa claro que na condição de auxiliadora, ela tem todo o direito quanto ao auxílio no lar, e o marido tem o dever perante Deus de ouvir lá, o marido deve reconhecer o valor que Deus atribuiu a mulher e que é da responsabilidade dele protegê-la e respeitar lá de acordo com a vontade de Deus.

SEPARAÇÃO DE CASAL É PECADO?
 Não é pecado.Tanto a separação bem como o divórcio não são bons aos olhos de Deus, mas não são proibidos.

( 1 Coríntios 7.10-11) Todavia,aos casados,mando,não eu,mas o Senhor,que a mulher não se aparte do marido.Se porém,se apartar,que fique sem casar ou que reconcilie com o marido;e que o marido não deixe sua mulher.

 Paulo aqui se refere a um tipo de separação não por motivos de traição (Mateus 19.9).

 A vontade de Deus é que o casamento dure para sempre, mas também mostra que às vezes o casamento pode chegar a um ponto que seja necessário a separação.

 Em alguns casos quando a mulher põe em risco a sua vida física ou a dos filhos, a melhor solução acaba sendo a separação.

 Deus compreende as limitações humanas, por isso ele permitiu o divórcio e um novo casamento em caso de traição, pois sabe que nem todos são capazes de continuar o casamento.

A separação é o desligamento da união "uma só carne" (Gênesis 2.24) a vontade de Deus é que o casamento seja separado somente pela morte de um dos cônjuges (Romanos 7.3).

Embora a separação não seja pecado,mas ela deixa consequências serias na família,como a guarda dos filhos,divisão de bens,incompreensão da parte dos filhos e da família.Deixa "sequelas" que podem marcar para sempre.

EVITAR FILHOS É PECADO?

Evitar filhos não é pecado,mas deixo claro,não é pecado entre casados,todo tipo de relação íntima entre não casados é pecado ( Hebreus 13.4) nenhum método como camisinha,anticoncepcional.etc.. de maneira nenhuma é pecado,alguns pensam que camisinha é pecado,mas a camisinha nada mais é que mais um método de evitar a gravidez,é apenas o método mais usado entre não casados,como namorados por exemplo.Ma se evitar filhos fosse pecado,qualquer método usado seria pecado.

Os que acham que evitar filhos é pecado,se baseiam em Gênesis 1,28 E Deus os abençoou e Deus lhes disse:Frutificai, e multiplicai-vos,e enchei a terra...

Mas isso foi dito para os primeiro habitantes da terra,note que Deus disse pra encher a terra,isso significa que a terra estava vazia,o plano de Deus era que a terra se enchesse!

Mas nos dias de hoje a terra está cheia,imagine se toda mulher não evitasse filhos,se referindo a nível de Brasil,não haveria escola para todas as crianças,bem como saúde adequada,qualidade de vida,para muitos o salários dos pais não seriam suficiente para o sustendo.Será se Deus se agradaria disso?

Se a previsão é que vai faltar água daqui a poucos anos,imagine como seria hoje com tantos habitantes?já faltaria hoje,não apenas água,como já estaria havendo falta também de alimentos.
As coisas de Deus é com ordem e decência ( 1 Coríntios 14.40)
O planejamento familiar é aprovado por Deus!!!

QUANDO A MULHER PERDE O DESEJO PELO MARIDO?
 Embora o desejo sexoal é algo que acompanha a pessoa por toda a vida em estado normal, é possível existir ocasiões ou certas situações onde uma pessoa possa perder o desejo pelo seu cônjuge, quando isso acontece deve ser visto o que está errado.

O casal deve ter diálogo aberto, quando algo não está bem devem conversar sobre o assunto, existem ocasiões onde uma pessoa pode perder o desejo, como o uso de certos remédios, menopausa, mudanças hormonais, estresse, depressão preocupação, falta de amor pelo marido e outros.


Agora respondendo no campo teológico, só existe uma ocasião onde o casal possa se abster da relação íntima.


(1 Coríntios 7.5) não vos defraudeis um ao outro, senão por consentimento mútuo, por algum tempo, para vos aplicardes a oração; e depois, ajuntai-vos outra vez, para que satanás vos não tente pela vossa incontinência.

 
Somente em caso de consagração, mas com o consentimento de ambos, e depois volta a ter relação normal para não deixar o outro exposto às tentações.


Devem ser atendidos os desejos normais do outro, caso contrário vai deixar outro exposto às tentações no campo do adultério e da porn0grafia.


Certa vez uma mulher me disse que ama seu marido, mas não sente desejo por ele.
Nesse caso existem mulheres que fingem que sente prazer para agradar o marido, e não negam a relação de medo de perderem o marido.


Mas existem mulheres que não gostam de seus maridos e acabam negando ter relação, mas quando ela é crente, mesmo que não sinta mais prazer pelo marido o que prevalece é o que está escrito na Bíblia.


Expor o marido as tentações é praticamente induzi-lo ao pecado, deve ser tratado da causa, se é falta de amor ver o que causou isso, buscar pôr em ordem a relação, se mesmo gostando acontece isso tem que buscar ajuda de um profissional da área.


O QUE O CASAL PODE FAZER DURANTE A RELAÇÃO ÍNTIMA?
A Bíblia não diz o que o casal pode ou não pode fazer na cama durante a relação íntima, pelo fato de não ter nada escrito na bíblia, sempre gera polêmica e opiniões diferentes.
A bíblia é um livro de princípios e não de pode ou não pode, ou de mandamentos específicos, como não fumarás, não farás sexo oral. Etc...


Examinando alguns princípios bíblicos podemos chegar à conclusão.
(1 Coríntios 7.5) não vos defraudeis um ao outro, senão por consentimento mútuo, por algum tempo, para vos aplicardes a oração; e depois, ajuntai-vos outra vez, para que satanás não vos tente pela vossa incontinência.

 
Também indica que se deve estabelecer princípios para as relações íntimas do casal, tudo que o casal for fazer deverá ter consentimento de ambas as partes, ninguém deve fazer algo que se sinta desconfortável, constrangido ou acha que é errado.


Se o marido e a esposa concordam em tentar algo diferente, como posições, não há problemas nisso.
Existem coisas que nunca serão aprovados por Deus, como troca de casais ou trazer outra pessoa pois se trata de adultério.


Ver porn0grafia para apimentar a relação também é pecado pois o casal estará consentindo com o pecado alheio. As pessoas que estão tendo relações íntima no filme estão pecando. Em (Romanos 1.32) Paulo disse que serão condenados os que fazem, não somente os que fazem, mas também aqueles que consentem aos que fazem.
Paulo quis dizer que apoiar, apreciar, se divertir, sentir prazer vendo outras pessoas pecarem, essa pessoa terá a mesma condenação, mesmo que não a pratique.
Já os brinquedos, isso depende do que vai ser feito, introduzir um brinquedo na parte íntima da mulher não seria correto, sentir prazer ou causar estímulos com objetos, no meu ver não é correto.

Sex0 anal é chamado na Bíblia de sodomia, alguns acreditam que se refere apenas a sex0 entre entre homens, mas se observarmos, veremos que o anus não é apropriado para receber o pênes, não tem lubrificação natural, a pele não é apropriada para penetração e segundo alguns mais entendidos, pode causar doenças. Faça uma comparação entre a vagna e o anus para ver a diferença.
O sex0 0ral divide opiniões, na Bíblia não temos como provar contra. Mas se perguntássemos para Deus se ele aprova essa pratica, não acredito que ele diria que sim. Se analisarmos a boca, a vagna e o pênes, vamos ver que cada um tem a sua função.

Cada parte de nosso corpo tem uma função,e a função da boca não é a prática do sex0.
Tudo o que não for feito com o consentimento mútuo, não deve ser feito.
Tudo que nos causa dúvida o melhor é não fazer, o cristão vive para Deus e para promover a sua glória e sua vontade.
Também servimos a Deus no nosso corpo e devemos mantê-lo íntegro para agradar a Deus e não usarmos como instrumento para o pecado (Romanos 6.12) Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em sua concupiscência; nem tão pouco apresentei os vossos membros ao pecado por instrumento de iniquidade; mas apresentai-vos a Deus como vivos dentre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumento de justiça.

O QUE CONSTITUI UM CASAMENTO? 
 O que é constitui com casamento? Quando ele é oficializado? Embora a Bíblia não nos dê uma resposta Clara, mas analisando podemos chegar a uma conclusão.

Alguns acham que é durante a cerimônia na igreja, outros acham que é quando o casal tem a primeira relação íntima, outros acham
 que é quando um casal passa a morar juntos, e outros acham que é quando o casamento é feito no cartório.
Vamos analisar cada uma dessas citações.


A mais convincente é o casamento no cartório, aqui no Brasil um casamento só é oficializado em cartório.
Esta é a prova que a pessoa é casada, em romanos 13 diz que devemos ser submissos as autoridades. Todos os países podem não ter a mesma lei, mas podemos ver que nos tempos bíblicos tinham as suas formas de oficializarem um casamento.


Vamos ver quando Rebeca se casou com Isaque, ela declarou diante de várias pessoas acerca de sua decisão, então eles a abençoaram. (Gênesis 24.58-60) E chamaram Rebeca e disseram-lhe: Irás tu com este varão? Ela respondeu: Irei. Então, despediram Rebeca, sua irmã, e sua ama e o servo de Abraão, e os seus varões. E abençoaram Rebeca... 


 (notem que no verso 59 deixa claro que tinha várias pessoas no local).
Quando Boas se casou com Rute, ali estavam anciãos e algumas pessoas como testemunha (Rute 4.10-11) no verso 11 diz: E todo o povo que estava na porta e os anciãos disseram: Somos testemunhas...

 
Da mesma forma que o divórcio nos tempos bíblicos era dado uma carta como prova que a pessoa estava se divorciando. Mateus 19.7 /Deuteronômio 24.1).


Então podemos acreditar que o casamento também era dado alguma carta que comprovasse.
A cerimônia na igreja não oficializa um casamento, a frase do padre e do pastor “eu vos declaro marido e mulher” não oficializa o casamento.


Note que no casamento de Rebeca com Isaque primeiro formalizaram o casamento com várias testemunhas de acordo com a tradição daquele lugar, depois foram abençoados.


Se a pessoa se casar somente no cartório estará casada da mesma forma pois é feito na presença de um juiz e de testemunhas. Se porventura o casamento for feito somente na igreja, não estarão casados.


Viver com alguém não é considerado casamento, e ainda estão cometendo o pecado de fornicação.
Achar que o casamento é oficializado na relação íntima isso também é pecado de fornicação.
Se a relação íntima entre solteiros fosse considerada casamento, a Bíblia não consideraria essa prática pecado (Coríntios 7.2).

 Então mais uma vez fica claro que é necessário formalizar o casamento para depois ter relação sexual.

PORQUE A RELAÇÃO ÍNTIMA FORA DO CASAMENTO É PECADO?
 (Gênesis 2.24) portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á a sua mulher, e serão ambos uma carne.
 
A relação uma só carne significa um só homem e uma sua mulher no matrimônio, uma só carne também significa relação íntima(1 Coríntios 6.16) quem se ajunta com uma meretriz (pr0stituta) faz-se um só corpo com ela (dois numa só carne).

 
Em (1 coríntios 6.18) diz que quem se prostitui peca contra o seu próprio corpo, pr0stituição aqui não se refere apenas a uma mulher que tem relação com homens a troco de dinheiro, no original grego significa perneia, imoralidade sex0al que inclui Adultério, fornicação, porn0grafia cobiça etc....


Relação sex0al fora do casamento é chamado na Bíblia de fornicação, (1 Coríntios 5.1-5) geralmente, se houve que há entre vós fornicação e fornicação tal, que nem ainda entre os gentios, como é haver quem abuse da mulher do seu pai.

 
Os fornicários serão condenados ao fogo eterno (Apocalipse 21.8).


Toda a relação íntima fora do casamento é pecado, e aqueles que as praticam e não se arrepender serão condenados, fornicação (Apocalipse 21.8) da mesma forma os adúlteros também serão condenados (1 coríntios 6.10).

 (Hebreus 13.4) Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; porém aos que se dão a pr0stituição e aos adúlteros Deus o julgará.
 
O que o escritor quis dizer? Reverenciado e respeitado seja todo o casamento e a cama sem a mancha do pecado, mas aos que se pr0stituem, ou seja, os que cometem pecados da carne, e aos adúlteros sejam julgados e condenados por Deus.

 Deus fez o sex0 apenas para o casamento, sentir desejo, sentir atração e ser atentado não é pecado, Pois é uma necessidade normal do ser humano.

A solução para desejo ilícito é o casamento (1Coríntios 7.9) mas se não podem conter-se, casem-se. Porque é melhor casar do que abrasar-se.

 
Abrasar aqui significa queimar de desejo, Paulo quis dizer que é melhor se casar do que andar queimando de desejo.


(Coríntios 7.2) Por causa da prostituição, cada um tenha seu próprio marido, e cada um tenha sua própria mulher.

 
Deus fez a relação íntima somente para o casamento, uma só carne, um só homem e uma só mulher. O casamento é a primeira e o mais importante instituição humana na terra. Esse ensino exclui o adultério, a fornicação, a porn0grafia e o divórcio anti bíblico.


É PERMITIDO O DIVÓRCIO E UM NOVO CASAMENTO?
 O divórcio é permitido em qualquer circunstância embora não seja agradável a Deus,ele odeia o divórcio mas é permitido por causa da dureza do coração do ser humano (Mateus 19.8) a Bíblia não nos dá todas as respostas em quais os motivos é permitido o novo casamento, existem várias perguntas de pessoas em certas situações querendo saber se pode casar novamente, pessoas que se divorciaram quando ainda não era crente,digamos que foi no tempo da ignorância e agora veio ao evangelho muitas vezes com uma família formada, outras por incompatibilidade. 

 O desejo de Deus é que o casal permaneça juntos enquanto viverem, o que Deus uniu não separe o homem (Mateus 19.6) mas a separação não é pecado porque a relação pode chegar a um ponto insuportável que não seja mais possível reatar a união.

 A única permissão específica na Bíblia para um novo casamento após divórcio,é em caso de traição (Mateus 19 9)...qualquer que repudiar sua mulher,não sendo por causa de prostituição,e casar com outra,comete adultério;e o que casar com a repudiada também comete adultério.

 Alguns não concordam que Jesus permitiu um novo casamento nessa passagem, mas ele disse que se não for em caso de traição comete adultério,veja que ele abriu uma exceção,a não ser por prostituição.

  O casal crente que se separa, se não for por traição não poderá se casar de novo (Romanos 7.1 ) 

1 Não sabeis vós, irmãos (pois que falo aos que sabem a lei), que a lei tem domínio sobre o homem por todo o tempo que vive?
2 Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido.

Agora (1 Coríntios 7.10-11) Todavia, aos casados mando, não eu mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido.
11 Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher.

Porque aí entrou a dureza do coração entre duas pessoas que conhecem o evangelho, nesse caso o melhor seria a reconciliação.

Mas, se o descrente se apartar, aparte-se; porque neste caso o irmão, ou irmã, não está sujeito à servidão; mas Deus chamou-nos para a paz.
1 Coríntios 7:15
Vamos ler (1 Coríntios 7.15)15 Mas, se o descrente se apartar, aparte-se; porque neste caso o irmão, ou irmã, não está sujeito à servidão; mas Deus chamou-nos para a paz.

Mas, se o descrente se apartar, aparte-se; porque neste caso o irmão, ou irmã, não está sujeito à servidão; mas Deus chamou-nos para a paz.
1 Coríntios 7:15
Alguns entendem se baseando nesse versículo que se o marido descrente deixar a mulher crente ou vice-versa é permitido o novo casamento pois está livre da servidão.outros entendem que não está sujeito a servidão não significa estar livre para o novo casamento, mais livre das obrigações conjugais.

(1 Coríntios 7. 9)Mas,se não podem conter-se,casem-se.Melhor casar casar,do que abrasar-se. 
 No verso 2 diz por causa dos pecados da carne cada um tem o seu próprio marido e cada um tem a sua própria mulher.

 Essa pessoa impedida de se casar irá sofrer as tentações da Carne pelo resto da vida, e poderá cair no pecado da carne,a única forma para a maioria das pessoas de vencerem as tentações da Carne ( Coríntios 7:5) é se satisfazer, caso contrário ficará exposto às tentações no campo do adultério e da fornicação.

 podemos crer que o casal crente que se separa não por motivos de traição não poderão mais se casar  (1 Coríntios 7.10) Todavia aos casados,mando,não eu,mas o Senhor,que a mulher não se aparte do marido.Se,porém,se apartar,que fique sem casar ou se reconcilie com o marido;e que o marido não deixe sua mulher.

 (Romanos 7.3) Porque a mulher que está sujeita ao marido enquanto ele vive...mas morto o marido,está livre da lei do marido.De sorte que vivendo o marido,será chamada adultera se for de outro marido;mas morto o marido...não será adúltera se for doutro marido.

 Porque a separação do casal crente foi causado pela dureza do coração,não seguirem os princípios bíblicos acerca do casamento.etc..  mais um casal que se separa quando não eram crentes e um dos cônjuges separados se casa e veio para o evangelho nessa situação, a Bíblia não dá uma resposta direta, a maioria das igrejas aceitam como membro Pois caso contrário estariam os condenandos.

 Davi cometeu um Adultério e Deus o perdoou, e ele continuou com a mulher o qual ele adulterou. Uma pessoa que veio à igreja no segundo casamento podemos pensar assim: dos males o menor, Deus pode prover um meio de resgate de um casal que pode até mesmo ter filhos e uma família formada.Mandar se separarem irá causar um transtorno, um caminho sem volta ,não os receberem na igreja seria um caminho sem volta,seria aplicar a sentença de condenados na vida deles.

Se você se enquadra em uma dessas situações, ore a Deus para que ele mostre o melhor para você. Como tinha dito, a Bíblia só deixa Claro a permissão a um novo casamento em caso de traição, morte de um dos cônjuges e possivelmente o abandono de um dos cônjuges descrente, quanto às outras situações fica pontos de interrogações e suposições e o mais provável seja isso ou aquilo.
Autor:Edinilson Aparecido

Pesquisar este blog