terça-feira, 7 de novembro de 2017

Somente presbíteros podem ungir com azeite?

 

Pelo menos um grupo evangélico defende a ideia que somente presbíteros podem ungir se baseando em (Tiago 5.14) "Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e ore sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor".
Eu fui criado na igreja Assembleia de Deus, lá eles defendem esse pensamento que somente os presbíteros podem ungir com azeite. Agora vamos analisar a bíblia para chegarmos à conclusão. Unção para cura divina no novo testamento é citado apenas em (Tiago 5.14) e em (Marcos 6.13) onde diz que os discípulos ungiam os doentes e os curavam. "E expulsavam muitos demônios, e ungiam muitos enfermos com óleo, e os curavam".

A bíblia não diz que todos os discípulos eram presbíteros, cita apenas Pedro e João (1 Pedro 5.1/3 João 1.1). Se fosse permitido apenas presbíteros ungirem, Tiago teria se equivocado ou os discípulos teriam errado fazendo algo que não era permitido a eles fazerem. No meu ver Tiago disse para chamar os presbíteros, mas não disse que somente eles poderiam ungir. Veja que no caso dos discípulos lá diz que eles ungiam muitos enfermos, e não diz que ungiam somente aqueles que os chamaram. Então não temos como crer que o texto de (Tiago 5.14) afirme que somente presbíteros podem ungir e somente aqueles que o chamarem senão haveria contradição com (Marcos 6.13)
Mas podemos crer que a unção deve ser feita somente por obreiros da igreja e não por qualquer pessoa, e a igreja que tem por tradição onde somente presbíteros podem ungir que continuem assim. O óleo simboliza a presença e o poder do Espírito Santo, o óleo não tem nenhum poder milagroso, a pessoa quando aceita a unção está evidenciando sua fé.  Os milagres provem da fé, da vontade de Deus e do tempo de Deus. João disse "que se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade ele nos ouve",


Autor:Edinilson Aparecido

   

Pesquisar este blog